PESQUISA DE EQUIPAMENTOS

Pesquisa personalizada

sábado, 5 de fevereiro de 2011

BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS BOPE. 33 anos pegando geral!!!

ORIGENS - Por Everton Luiz Vasconcelos Pedrosa
Para quem não mora no Rio, pode parecer modinha de filme policial: as camisetas, a mística, as mentiras as verdades e todo o que se fala a respeito do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais)da polícia do Rio de Janeiro.Porém, as ações dos ‘’homens de preto’’ são amplamente conhecidas pelos cariocas há anos. As tentativas de livrar cidadãos do julgo do ‘’poder paralelo’’ demoraram muito a mostrar algum resultado concreto, seja pele deficiência d a própria polícia, pela burocracia ou pela falta de integração entre os poderes estaduais, municipais e federais.
Mesmo com todos esses empecilhos a necessidade permitiu que o BOPE passasse da categoria de um minúsculo grupo da PM a posição de melhor tropa policial especializada em combate urbano do mundo: ’’O Bope não é uma força que age como policial, e sim uma força de combate. Seu treinamento,armamentos e veículos são feitos para o enfrentamento.Não é uma tropa de policiamento ostensivo,somos uma tropa de combate’’,comentou certa vez o Comandante do Batalhão.
Acima: Policiais do BOPE mobilizados para a operação na Vila Cruzeiro.

O SÍMBOLO
Dificilmente alguém que tenha o mínimo conhecimento sobre o Bope não saberá que a faca na caveira simboliza a vitória da vida sobre a morte, mas poderia -se simbolizar a vitória sobre a morte com vários outros ícones.Então, o que ‘diz’ a faca na caveira?A origem ainda é incerta, porém comenta-se que durante a Segunda Guerra mundial um grupo de commandos das forças aliadas teria ido a um campo de concentração nazista para libertar prisioneiros.Ao entrarem na sala de um dos oficiais alemães verificaram que haviam ‘’troféis’’ macabros, como crânios e ossos humanos humanos.Foi quando, num gesto de indignação um soldado tirou uma adaga de seu uniforme e cravou em cima de um crânio, e bradou a todos que a vida, naquele momento, venceu a morte.

GÊNESE E OBJETIVOS

Criado em 19 de Janeiro de 1978 como Núcleo da Companhia de Operações especiais(NuCOE), através de um projeto elaborado e apresentado pelo capitão Paulo Cesar Amêndola de Souza a seu superior, o Cel. Mario José Sotero de Menezes , o Batalhão inicialmente foi sediado no CFAP-31 de voluntários.Em 1982, devido ao boletim d epolícia de nº 33, por resolução do Comandante GeraL da PM, o NuCOE passou a funcionar dentro das intalações do Batalhão de Polícia de Choque.Dois anos mais tarde, em 1984, outro boletim , de nº 120 , dava mais autonomia ao Batalhão ,que teve sua sede transferida para as instalações físicas do Regimento Marechal Caetano de Farias .Passou a se chamar NuCIOE (Núcleo de Companhia Independente de Operações Especiais),contudo ainda era subordinado administrativamente pelo batalhão de Choque.
Só através de um decreto lei de março de 1988, foi criada a CIOE (Companhia Independente de Operações Especiais)essa sim tendo direito de executar suas próprias missões em todo o Estado do Rio, desde que ordenadas pelo Comandante geral da PM.
O BOPE, como se conhece hoje, surgiu em 1991 e ganhou sede própria apenas em 2000.Localizada no morro do Pereirão no bairro das laranjeiras;a área por muitos anos foi reduto de traficantes,os quais fugiram de lá ou mesmo foram presos ou mortos com as ações da polícia.
Os objetivos que levaram a criação do BOPE e justificam sua existência podem ser resumidos em dez:
1 - Combate ao crime organizado, visando a captura ou neutralização de seus agentes;
2 -
Captura de delinqüentes, fortemente armados e entrincheirados;

3 -
Resgate de pessoas mantidas reféns;

4 - Atuação nas rebeliões de presos e estabelecimentos prisionais e nas unidades concentradoras de presos;

5 - Apoio às atividades específicas de Defesa Civil;
6 - Apoio às Operações Policiais Militares em favelas em que quadrilhas organizadas estão posicionadas e fortemente armadas,
7 - Execução de Operações Especiais de Polícia, por longo período de tempo, em áreas urbanas ou rurais, em terrenos montanhosos ou pantanosos, em zonas ribeirinhas ou costeiras;

8 - Execução de Operações helitransportadas, em missões como: Salvamento, localização de marginais entrincheirados em favelas, perseguições aéreas e similares;

9 -
Apoio ao Departamento do Sistema Penitenciário (DESIPE) nas escoltas de presos de alta periculosidade;

10 -
Execução de missões no Campo da Contraguerrilha Urbana e/ou Rural.

Acima: Policiais usam o veículo caveirão para fazer progressão, empunhando um fuzil AR-15 customizado para tiros de precisão.

INICIAÇÃO E TREINAMENTO
Para ingressar no Bope o PM interessado deve inscrever-se no COESP (Curso de Operações Especiais) ou no CAT e conseguir concluir todas as etapas de cada curso. Os que não conseguem são desligados, e sua participação se resumirá a uma cruz branca, onde antes há uma placa provocativa que diz ‘’aqui jazem os fracos’’.
O COESP fluminense é considerado o melhor curso do gênero em todo o Brasil. Tem duração de 3 a 5 meses e é realizado de dois em dois anos numa área em torno da represa de Ribeirão das Lajes, localizada em Paracambi, Estado do Rio. Tendo como maiores inimigos o frio, o sono, a fadiga e a tensão, a maioria dos ‘’aspiras’’(aspirantes) são desligados ainda na primeira ‘’semana’’(que na verdade corresponde a 15 dias), ao passo que no final não mais que 20% dos inscritos conseguem aprovação!!!
A ‘’guerra’’ começa no inicio do dia: sempre há a escolha de um líder. Para ele e os demais são dadas tarefas que exigem habilidade e rapidez, tais como descer uma ribanceira equipados, guardar o equipamento, sentar sob uma tenda improvisada como sala de aula. Tudo isso em 2 minutos!!! De noite um aluno do Coesp dorme em média 3 horas, e tudo o que ele come não é ‘’dado’’ e sim negociado em troca da execução de alguma atividade.
Certas vezes os cursos de ingresso ao BOPE podem parecer ‘’insanos’’ como algo que beire o abuso de poder. Porém cada um deles é preparado com 2 anos de antecedência, tendo objetivos bem claros definidos em reunião. No caso do COESP,cerca de 80 PM’s revezam-se nas instruções durante cada edição.

Acima: O cemitério de "aspiras" que foram fracassando na ardua tarefa de se tornar um caveira. Apenas 20% dos candidatos conseguem aprovação no curso preparatório para entrar no BOPE.

PIORES MOMENTOS QUE JÁ OCORRERAM EM TURMAS DO COESP.
Prova do Cavalo sem cela- o aspirante deveria realizar uma marcha de 120 km montado num cavalo sem cela.Não é rara a ocorrência de fraturas nesse teste.
Escalada- Consiste numa prova na qual o PM deve subir por uma corda de 10 metros até seu término sem usar os pés.
Natação –O PM é ‘’convidado’’ a nadar 50 metros nado livre estando equipado de farda e coturno.É comum câimbras e até mesmo principio de afogamento nessa hora.

TREINAMENTO
O treinamento dado aos PM’s aprovados no curso do Coesp consiste tanto na aprendizagem de artes marciais, como Ving Tsun, Jiu Jitsu, Muay Thai, Kombato e Krav maga; bem como treino específico para a atividade policial.
No caso do treino mais direcionado a ações, são passadas as táticas de progressão em favelas, dentre as quais destacam-se: ‘’dois por um’’(onde adentram num beco da favela dois soldados, um agachado, com a arma apontada para baixo e um em pé, com a arma apontada para cima);’’três meia zero’’(onde os PM’s fazem um circulo apontando suas armas para frente a fim de proteger um companheiro ferido ou fora de combate, que fica no meio do circulo);e o ‘’ataque surpresa’’ (policiais sobem por um lado do morro em silêncio e descem de rapel do outro lado para surpreender traficantes que defendem seus pontos na favela).
Numa ação real, uma patrulha do Bope é constituída de 8 a 20 homens, dos quais os mais experientes vão à frente deixando que os que estão atrás protejam as laterais e a retaguarda.
Uma equipe de patrulha de 8 homens é composta dos seguintes elementos: 1º Ponta de Vanguarda, 2º Ponta de Vanguarda, Comandante (comanda a patrulha), Tarefa Especial (é quem aborda e faz a revista em algum suspeito, ele também tem a função de conduzir equipamentos especiais ou homens presos, por exemplo), Atirador, Sub-Comandante (comanda os pontas de retaguarda), 2º Ponta de Retaguarda e 1º Ponta de Retaguarda. Toda a equipe se comunica através de gestos. O Comandante tem o papel de passar ás instruções via rádio para todas as equipes.

Acima: O treinamento aplicado ao curso de ingresso ao BOPE tem características tipicamente militar.

CURSO DE AÇÕES TÁTICAS (CAT)
O CAT (Curso de Ações Táticas), oferecido a soldados, cabos e sargentos é visto como a entrada mais ‘’fácil’’ para o BOPE. Os aprovados participam diretamente de operações com a Tropa de Elite, porém não são considerados ‘’caveiras’’ de verdade, diferente do que ocorre no COESP. A fase de instrução dura 40 dias e é composta de aulas teóricas, exercícios físicos e treinos. No CAT os alunos podem comer e beber sem privações, bem como podem fazer uso de soro ou repositores isotônicos acoplados ao colete.

CURSO DE INTERVENÇÕES TÁTICAS (CIT)
Com a realização de grandes eventos, como as Olimpíadas de 2016 e a Copa de 2014, umas das crescentes preocupações do BOPE é ampliar o treinamento de seus policiais a fim de evitar e/ou solucionar ocorrências de atos terroristas. Para isso deverá ser criado o Curso de Intervenções Táticas (CIT), bem como uma unidade específica de combate ao terrorismo.

EM AÇÃO
Um guerreiro de unidade de elite tem que seguir não só dez, mas onze mandamentos essenciais ao desempenho de sua função: Agressividade Controlada, Controle Emocional, Disciplina Consciente, Espírito de Corpo, Honestidade, Iniciativa, Lealdade, Liderança, Perseverança e versatilidade. Prestando atenção, pode-se verificar em cada ação bem sucedida de uma tropa de elite a prática de tais mandamentos.

1- INICIATIVA - O dia que os ‘’caveiras’’ foram para a guerra (1981)
No dia 03 de Abril de 1981, um fato épico marcou para sempre a história da luta contra o crime organizado no Rio. No conjunto dos bancários, ocupavam o apartamento 313 da Rua Altinópolis o assaltante Jorge Saldanha(membro fundador do Comando Vermelho), mais conhecido como ‘’Zé Bigode’’ e seus comparsas. A quadrilha planejava um assalto a banco, quando a Polícia Civil foi informada da posição do bando, enviando contra eles centenas de agentes de polícia ‘’comuns’’.
Munidos de muitos armamentos ,os bandidos resistiram por 10 horas, conseguindo, na reação, tirar a vida de dois agentes e ferindo outro. Era notório que as forças de segurança fluminenses como a PM ou a Civil ainda não estavam preparadas para situações dessa natureza. Com apenas 3 anos de fundação, era a hora do NUCOE (atual BOPE) começar a agir.
‘’Ninguém tinha técnica para esse tipo de ação e nós já treinávamos fazia três anos’’, comenta o tenente-coronel Paulo Cesar Amêndola (considerado o ‘’pai’ do Bope), que foi escalado para chefiar a operação.’’Éramos apenas eu e mais quatro. Ficamos em escadas fora do prédio e lançamos uma granada ofensiva. Em seguida entramos e, na troca de tiros, matamos Zé Bigode e seus comparsas’’.
Acima: As táticas empregadas pelo BOPE recebem influencias de táticas empregadas em outras forças policiais estrangeiras como de Israel.

2 - PERSEVERANÇA
-
Eclode a Guerra na Rocinha (1987-1988).
Com a chegada da cocaína aos morros cariocas, era cada vez mais difícil para as facções manter o controle sobre seus pontos de venda. Fazia-se necessário investir em armamento pesado para proteger as ‘’bocas de fumo’’ dos rivais. Em dezembro de 1987 eclodiu um confronto nunca antes visto entre traficantes. Naldo, Bolado ,Buzunga, Cassiano e Brasileirinho são nomes que ‘’povoaram’’ os noticiários da época; mas nada chocou mais a opinião pública que a imagem de Brasileirinho, um garoto de 15 anos, disparando rajadas de fuzil. Nem mesmo a PM dispunha desse tipo de armamento! Nessa hora, o NUCIOE entrou em ação: Mesmo inferiorizada em armamento, o treinamento dos policiais fez com que o Estado prevalecesse sobre os bandidos. Naldo(chefe do tráfico), Buzunga (gerente da boca) e Brasileirinho acabaram mortos.

3 - CONTROLE EMOCIONAL
-
O seqüestro do ônibus 174 (2000)
No dia 12 de Junho de 2000 uma tentativa de assalto em um ônibus engendrada por Sandro do Nascimento (ironicamente o mesmo sobrenome do ‘hérói’ do Bope nas telas de cinema) transformou-se num seqüestro.
Acuado com a presença da polícia, que percebeu o assalto quando o veículo passava pelo Jardim Botânico, Sandro fez 11 reféns. Logo o BOPE foi acionado, na tentativa de resgatar as vítimas, e seguiu com uma equipe até o local da ocorrência.
Depois de 4 horas e meia de negociação, Sandro deixou o ônibus com a arma apontada para a professora Geisa Gonçalves. Um dos policiais tentou acertar o criminoso e errou o tiro. Na mesma hora o meliante atira e mata a professora. O bandido, dominado após o disparo, foi colocado na viatura da PM e faleceu por asfixia! Por falta de provas nenhum policial foi condenado.
Depois do seqüestro do ônibus 174 em diante todas as tentativas de resgate de reféns feitas pelo BOPE foram bem sucedidas. Houve também a criação do CAT (Curso de Ações Táticas) especializado em lidar com esse tipo de situação.

4 - DISCIPLINA CONSCIENTE - A ‘’derrubada’’ de Lulu da Rocinha (2004)
Em Abril de 2004 uma operação do BOPE foi responsável pela morte do então chefe do tráfico na Rocinha: Luciano Barbosa da Silva, o Lulu e de um cúmplice. O bandido escondia-se numa casa de 2 andares e criava um pit Bull no terraço para repelir quem ousasse entrar. Após denuncia, a equipe alpha o BOPE cercou o imóvel e trocou tiro por 15 minutos com os dois traficantes. Depois da ação, com os bandidos mortos,a PM apreendeu dentro da casa dois fuzis HK, duas pistolas Glock e munição suficiente para mais 1 hora de confronto.
Acima: Este soldado está usando o excelente fuzil G-3 SG-1, uma variante do famoso fuzil G-3 adaptado para disparos de precisão.

5 - LEALDADE
-
Caem os irmão metralha (2004)
Famosos pela extrema agressividade de suas ações, Humberto de Souza Brito, ex-gerente do tráfico na Fazendinha e seu irmão gêmeo, Roberto de Souza Brito, mais conhecidos como ‘’irmãos metralha’’ tiveram seus planos frustrados pelo BOPE em Agosto de 2004. Na ação, 40 policiais entraram em ‘’incursão surpresa’’ no morro onde havia um grupo de 25 bandidos armados, os quais tentaram escapar usando lançando granadas e usando moradores de escudo para conter o avanço policial.
Na ação Humberto, que portava um fuzil AR-15, morreu após ter sido atingido e não resistir aos ferimentos. Seu irmão Roberto foi preso. Nesse dia mais quatro traficantes foram mortos.
Um ano antes os irmãos metralha ordenaram o covarde assassinato do policial civil Pedro Luiz Calmon, que foi morto com tiro na cabeça, de joelhos, implorando pela vida de sua esposa e de seu filho.

6 - AGRESSIVIDADE CONTROLADA
- Guerra no Vidigal (2006)
Em meados de 2006, um confronto entre facções rivais aterrorizou os moradores da Zona Sul do Rio. Uma das facões que havia invadido o morro para controlar as ‘’bocas’’ matou 4 moradores da comunidade.
Com a situação fora do controle, 30 homens do BOPE foram acionados e seguiram para a área na tentativa de pacificar o Vidigal. Os PM’s trocaram tiros com 16 traficantes, que lançaram 3 granadas como forma de conter o avanço, ferindo 2 soldados. Sete criminosos abrigaram-se numa casa, que foi cercada pelos policiais, que deles tomaram sete fuzis. Algumas prisões efetuadas e sete traficantes mortos...Seria uma ação ‘’comum’’do BOPE se não fosse por um detalhe: os ‘’caveiras’’ saíram da favela sob aplauso dos moradores!!!

Acima: Doze membros do BOPE fazem uso de uma lancha da receita federal federal em um treinamento. Em caso de necessidade, o BOPE usaria os veículos de outras forças para facilitar o cumprimento de sua missão.

7 - ESPÍRITO DE CORPO - o resgate do soldado Wilson e a resposta da PM (2007)
No dia 03 de maio de 2007, homens da Polícia Militar participaram de mega-ocupação dos complexos da Penha e do Alemão. A situação havia saído do controle após o assassinato de dois cabos da PM que estavam dentro de uma viatura no subúrbio de Oswaldo Cruz, 1º de maio de 2007. Próximo dali, no mesmo ano, outro crime chocou o país: a morte do garoto João Hélio, que foi arrastado preso a um automóvel após 2 assaltantes tomarem o carro no qual ele estava.
Durante a incursão o BOPE sofre sua primeira baixa em combate: o soldado Wilson Santana foi atingido após uma tentativa de localizar de onde partiam os tiros contra sua equipe: avisou ao sargento que sabia onde estavam dos atiradores e precisava de cobertura para progredir, ficar em posição de tiro e neutralizá-los. Cobertura dada, Wilson atravessou a rua toda sozinho, quando foi atingido e caiu sem se mexer. Seu amigo, soldado Luiz Claudio de Carvalho Ros, ao ver a cena, entrou numa viatura sem blindagem e foi até onde estava o corpo de Wilson, arrastando-lhe para fora da linha de tiro, até que uma viatura blindada chagasse para o resgate de ambos. Seu ato de bravura rendeu-lhe uma promoção a Cabo da PM. Atualmente situações como as que levaram a morte do PM em combate ficaram menos freqüentes, após a adoção dos ‘’snipers urbanos’’: atiradores de elite que se posicionam em pontos estratégicos e eliminam os focos de resistência para o avanço da tropa.
Dois meses depois da morte do Wilson, foi dada, em 27 de Julho do mesmo ano, a ordem para o BOPE asfixiar o tráfico no Areal e anular seus lideres. A missão, executada com sucesso, resultou na morte de 19 criminosos num tiroteio que durou um dia inteiro. No final da ocupação, 38 pessoas haviam morrido, além das prisões efetuadas e de bandidos feridos.

8 - VERSATILIDADE
-
Pacificação da Vila cruzeiro de do Complexo do Alemão (2010)
Após uma onda de ataques engendrados a mando de traficantes contra a população do Rio, onde se queimaram carros e ônibus, o Governo do estado juntamente com o Governo Federal planejaram uma ação sem precedentes. Dessa vez não agiram apenas para conter os ataques, mas sim para expandir as Unidades de Polícia Pacificadoras(UPP), motivo maior pelo qual ocorreu a onda de violência.
As 3 forças armadas, juntamente com as polícias Federal(COT), Civil, Florestal e Militar, dentre outras forças, iniciaram a invasão da Vila Cruzeiro no dia 25 de Novembro de 2010, conseguindo êxito com grande rapidez. Dois dias depois foi a vez do complexo do Alemão, também ‘’pacificado’’ sem grandes dificuldades. A operação destacou-se pelo inédito uso de blindados da Marinha, que serviram para levar policiais do BOPE para posições estratégicas minimizando o tempo da operação e as possíveis baixas. Talvez o momento mais marcante da ação tenha sido a fuga em massa de criminosos da Vila Cruzeiro, onde apenas 13 policiais do BOPE trocaram tiros com 200 bandidos em fuga, um deles sendo atingido por um atirador de elite a mais de 1 km de distância!!!
Ainda assim várias criticas foram destinadas ao Comando Geral da PM ,visto que o numero de traficantes mortos ou capturados foi relativamente baixo e muitos conseguiram fugir sem posteriormente serem localizados.

ARMAMENTOS E VIATURAS.
O BOPE pode vir a utilizar, qualquer tipo de armamento apreendido em suas ações ,sem qualquer problema,porém existe um ‘’armamento padrão’’ da tropa.Um policial comum pode usar até 5 tipos diferentes de armas. No caso de um ‘’caveira’’ são 12 tipos, dentre as quais:
Pistola Taurus PT-92 calibre 9 mm.


Carabina Colt M-4 Commando calibre 5,56X45 mm.

Carabina Imbel MD-97LC calibre 5,56X45 mm.



Fuzil Imbel FAL M964 calibre 7,62X51 mm.


Metralhadora HK-21 calibre 7,62X51 mm.


Espingarda semi-automática Franchi Spas 12, calibre 12.


Espingarda semi-automática Benelli M-3 calibre 12.

Fuzil de precisão HK G-3 SG-1 calibre 7,62X51 mm.


Fuzil de precisão HK PSG-1 calibre 7,62X51 mm.

Submetralhadora FN P-90 calibre 5,7X28 mm.


Submetralhadora HK MP-5 A2 calibre 9 mm.

Carabina Taurus CT-30 em calibre .30

Picape média de transporte de tropas (Toyota Hilux)

Furgão leve de transporte de tropas e equipamentos (Iveco Daily).

Escavadeira JCB (para remoção de obstáculos).

Veiculo blindado de transporte de tropas COTAR "Caveirão".

MISSÃO
Com o ainda elevado número de áreas conflagradas existentes no Rio, e o ‘’fantasma’’ do terrorismo a ameaçar, é grande o desafio a ser vencido pela polícia como um todo, nos próximos anos; sobretudo por uma tropa que vive o dilema de estar em algum lugar entre as forças policiais e as de combate. Hoje a tropa conta com 400 homens, pretende dobrar esse numero até a Olimpíada de 2016,o que não será uma tarefa nem um pouco fácil.
O BOPE não foi criado para ser, bem como não deseja ser a solução para a segurança pública no Rio. Mas ele garante que o Estado faça-se presente onde e quando assim for necessário.

ABAIXO TEMOS 3 VÍDEOS DOCUMENTÁRIOS SOBRE O BOPE.






Fontes: BOPE, Site Defesanet, Portal O Dia, Site Diário do Grande ABC, Site Sobrevivente na PM RJ, Site Tropas de Elite.

Gostou deste artigo? Receba por e-mail o alerta de atualização do blog, mande um e-mail para campodebatalha.blogs@gmail.com

62 comentários:

Sopa disse...

Amigo, 9mm não é exclusivo das FFAA´s ?

.'.Rodrigo disse...

já vi o filme antigo 27 vezes...o novo 3 vezes...depois deste artigo deu vontade de ver de novo...kkkk

Leonardo disse...

O BOPE não usa armas russas !? Já vi,em muitas imagens de ações da polícia do Rio,armas russas como os AKs e mesmo fuzis Dragunov nas mãos de policiais de lá. Se se prestar atenção nas armas portadas pela PM e mesmo batalhões especiais,não obrigatoriamente o BOPE,com frequência as inconfundíveis linhas curvas dos carregadores e acima dos canos das armas aparecem. Isso não poderia ser investigado e depois colocado num artigo como "Armas Russas em Uso nas Polícias Brasileiras" !? Repare com atenção nos fuzis usados em ações policiais que como me referi dá para serem descobertas e diferenciadas as armas russas.

helio disse...

Parabéns Everton muito bom seu artigo, Carlos e Everton sempre tive uma curiosidade, qual soldado é melhor, um oficial das FAs ou um soldado do BOPE?



Abraços

Vandré disse...

Leonardo, acredito que as armas russas a que você se refere são as armas apreendidas em operações, e que a força usa sem problema algum.

Vandré disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anderson disse...

Além das táticas influenciadas por outras forças policiais estrangeiras como de Israel. O BOPE desenvolveu taticas de combate urbano e melhorou as outras taticas ja empregadas. Se tornando referencia em combate urbano para as FA e policiais do Brasil e do mundo.

Eu escrevi um artigo pra minha faculdade sebre as Principais tropas de elites brasileiras entre elas o BOPE. Gostaria de parabenizar esse artigo ficou muito bom mesmo.

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá pessoal.
O 9 mm é liberado para a policia, com um procedimento burocratico do governo. O soldado do BOPE, ou de qualquer grupo de elite policial,é mais bem preparado que um soldado comum das forças armadas. Porem o soldado de forças especiais militares, tem um treinamento mais intenso e cm conhecimentos especificos de combate que o policial não tem.
Abraços

Anderson disse...

O BOPE aproveita o pessoal que ingressa na PM e que tenha algum curso de Força especiais das FA ingresando diretamente no BOPE sem a necessidade de fazer o Curso do CAT ou COEsp.

Victor disse...

Armas russas na polícia do rio. Desde que foram regulamentadas as regras de uso de bens e principalmente armanetos apreedidos em ações policiais a polícia do rio tem passsado a utilizar armas russas capturadas. As unidade que apresentavam maior produtividade inclusive tinham como prêmio prioridade no recebimento destas armas.
Por motivos de logística de suprimentos de munição, essas tem sido concentradas na polícia civil, onde tem um uso menos intenso que na PM, ou seja consomem menos muniniçaõ não padronizada.
è até comum em incursões encontrar delegacias inteiras com fuzis AK47.

ISAMU disse...

ótima a matéria, como sempre!não sabia que usavam a FN P-90. é muito moderna!e outra coisa: você poderia publicar matéria sobre as carabinas de pressão(da CBC)? ja vi em outros sites, porém não informam muito bem. é que eu queria comprar uma, porém sou iniciante nisso.e onde encontro um lugar pra treinar. vi o último número da revista magnum com o novo fuzil da imbel IA-2 está demais!. também tem a série de pistolas PT-809 e PT-840,me interessei por elas, queria comprar uma pra prática, mas vi que daria muita dor de cabeça então desisti! mudei pra espingarda de chumbinho (que é muito cara que nem arma de verdade) porém não tem lei nenhuma contra isso! continue firme e forte cara! sempre recomendo seu site para os amigos!

1687mendes disse...

amigo voce pretende realizar alguma materia sobre as tropas especiais das forças armadas? como vc compararia com o grau de instrução de outros paises como US,russia israel e etc? Parabens pelo site? Lembrando q em seu inicio o BOPE teve uma contribuição das Forças Especiais do Exercito, sabe algo a respeito?

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Isamu. Muito obrigado pelo elogio e pelo incentivo. Eu conheci a no0vissima carabina Nitro da CBC. É uma arma extremamente potente (a mais potente do mundo). Porém custa mais de R$ 2000,00 reais.
Vou estudar sua sugestão de fazer um artigo sobre as carabinas de pressão.
Abraços

lancer disse...

Helio

Respondendo sua pergunta, eu penso mais ou menos como o Carlos, porém, temos que nos lembrar sempre que um policial do BOPE é um homen de combate, não de policiamento ostensivo.Ele tem alguns dos treinamentos que são dados aos melhore shomens do exército.Dia desses vi na manga do uniforme d eum soldado do Bope o curso ''Tiro de Combate''.Precisa dizer mais:?? Porém sse coloca rum homem do BOPE em situações tipicas de exército em área de enfrentamento ele não vai ter a mesma eficácia: certas vezes um militar de FA tem que lutar em campo aberto, como num deserto, por exemplo.Um homem do BOPE não estaria apto a lutar nessas circunstãncias

Lauro disse...

Soube que o BOPE estava em critério de escolha de novos armamentos, como está a escolha? Eu sei que o Dragunov e o Imbel IA2 estão na seleção. E as outras armas quais são?
E o veículo Tigre GAZ como está nos testes?

Abraço

saulo disse...

excelente artigo, muito bom mesmo.
seria excelente, se possível uma série de artigos sobre os batalhões de operações especiais das policias de outros estados.

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Obrigado Saulo. Provavelmente haverá artigos com esse tipo de conteúdo sim.
Abraços

romulo disse...

Carlos que e melhor remunerado,um tenente do BOPE ou do EB?

romulo disse...

Carlos que e melhor remunerado,um tenente do BOPE ou do EB?

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Romulo. Desconheço esta informação. Mas arrisco a "chutar" que o oficial do BOPE ganha mais.
Abraços

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Romulo. Desconheço esta informação. Mas arrisco a "chutar" que o oficial do BOPE ganha mais.
Abraços

helio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
helio disse...

Carlos, seria viavel dar um treinamento tão intenso como do BOPE para todos os soldados das FAs?


Abraços

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Helio. Na verdade o soldado do BOPE tem um treinamento que visa a atuação em combate urbano. Penso que as forças armadas devem ter uma parte de seu treinamento desse tipo. A parte de treinamento que é para selecionar os soldados mais fortes seria inviável e desnecessário uma vez que algumas atividades das forças armadas podem ser executadas por soldados mais fracos.

Abraços

helio disse...

Carlos e Everton, ouvi dizer que as FAs vão modernizar seus M113 mas não seria melhor vende=los as forças policiais que fariam um melhor uso deles e comprar carros mais modernos e protegidos?


Abraços

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Helio.
Eu, particularmente, sou contra a modernização destes M-113. Eu acho que alguns exemplares deles poderiam ir, sim, para a policia, porém com algumas adaptações para resistir melhor a tiros, pois a blindagem destes carros é muito fraca. O Brasil deveria comprar um novo veiculo de infantaria sobre lagartas....
Abraços

Raphael disse...

O BOPE só não é melhor por conta dos direitos humanos, corruptos e por seus armamentos antigos e pouco eficientes em combate urbano.

Carlos qual dica você daria para um reaparelhamento do BOPE? Os Mi-24,Terminator,Fuzil G-36,Rifle Dragonov serão boas escolhas para o BOPE?

A Sorte do governo é que os traficantes tem pouco conhecimento sobre combate urbano, não sabem manejar as armas e usam armamentos que não são próprios para combate urbano além de antigo.

O que achou do filme tropa de elite 2?

Raphael disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Raphael. Não considero o armamento do BOPE inadequado. na verdade os considero, até, bem equipados.
O uso de helicópteros Mi-35 Hind, na forma como conhecemos, seria um exagero pois as chances de danos colaterais seria muito alto e isso é inaceitável, politicamente.
Ainda não assisti o filme "tropa de elite 2". Mas espero ver ele ainda este fim de semana.
Abraços

lancer disse...

Helio

O m-113 é um dos blindados mais famosos e utilizados no mundo, porém, foi criado para as necessidades de forças armadas.O que o Bope mais precisa agora é de um veículo ligeiro, leve, blindado que possa entrar em ruas apertadas, de forma mais ágil.Para isso foram testados veículos russos gomo o Tiger.QUanto a modernização do M-113, nunc aouvi falar.

Abs

Éverton

Raphael disse...

Já esta rolando na net a versão de Blu-ray.

A Vantagem de armamento com maior poder de fogo é que intimidariam qualquer ameaça seja tráfico ou miliciano e além de diminuir a criminalidade. Veículos como o Terminator e o Mi-24 dariam uma imensa capacidade ao BOPE o Mi-24 poderia transportar as tropas e ainda dar apoio com seus canhões e foguetes e o terminator com seus canhões e mísseis poderia dizimar qualquer resistência.

O Armamento dos traficantes são de grande poder de fogo se eles soubessem usa-los o caveirão por exemplo seria uma peneira cheia de tiro ou com o impacto de um RPG-7 viraria um monte de ferro retorcido.

lancer disse...

Aproveito aqui para agradecer a ''força'' que os leitores do blog do Carlos tem me dado sempre que eu escrevo um novo artigo; assim como ocorreu com esse.


Éverton

Raphael disse...

Lancer ao invês de modernizar os velhos M-113 e repassa-los à policia o governo tinha que comprar o Centauro, Patria AMV ou BTR-90. Para o Bope e as demais forças de elite da policia o BMPT Terminator.

lancer disse...

Muito se fala sobre os criminosos do Rio..Que eles não sabem manejar suas armas,não sabem a força que tem, etc..Porém acho que a questão não é essa: eles possuem táticas de guerrilha já consagradas: o proprio abrigo em tubulações subterrãneas,na hora que sofrem um ataque, foi copiado dos vietnamitas.E n~çao foi algo que eles pensaram na hora do ''calor'' da batalha não: pedreiros que participam das obras do PAC foram obrigados a fazer as tubulações.Fora isso já vi muitos deles dando treinamento sobre tiro, falando pros demais para mirar em baixo do alvo para que a bala ricocheteie e acerte qualquer parte.Rechaçam de fuzil de cima do morro(até uns 15 aos atrás o Bope não usava colete pq os modelos mais antigos não aguentavam tiros de fuzil),e se preocupam sempre em segurar a ''contensão'',para evita ro avanç oda policia.A verdade é que bandidagem no Rio é uma ''salada'': tem gente que foi treinada nas Forças Armadas, tem bandido que gnahou uma arma e acha que é Chuck Norris, tem de tudo.Mas não´há uma ''sintonia'' entre os grupos, pois eles rivalizam mais entre eles que com a policia

lancer disse...

A policia muitas vezes ''enxuga gelo'' no Rio, e os resultados que consegue ,pode se dizer que é graças a perícia de policiais preparados como são os do Core e do Bope.A decisão de muitos bandidos d enão enfrentar as força spoliciais ano passado é pq não estão numa batalha em defesa da vida, da casa deles, etc.É só uma questão d epontos de venda de drogas...Mais tarde acham outros pontos e tudo volta ao ''normal''.Mas não desanimemos: bandido pode atpe voltar a ativa, mas onde tem UPP ele não pisa mais = )

lancer disse...

*contenção

Raphael disse...

Cara se os bandidos soubessem mesmo usar as armas que possuem haveria muita baixa no BOPE e nos PMs eu já vi reportagem aonde a policia aprendeu armas de 12,5mm e RPGs soviéticos e bazokas se eles soubessem usar essas armas os blindados da marinha teriam sérios problemas.

lancer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lancer disse...

Não é só ter e saber usar a arma, é saber onde, quando e contra quem.Para uma ação bem sucedida,
Contam aí: táticas erradas de alguma das partes,serviço d e informação eficiente , sabotagem,apoio externo e por aí vai.

Já ouvi boatos do uso/porte de armas como RPG , Stinger , Bazuca e até metralhadora ZB-ZV no Rio, com danos ás equipes da PM, iclusive(um morador de lá me falou uma vez),porém certas armas dessas dessas dependem d e muniçao(muitas vezes cara), que não é fácil conseguir,armazenar,transportar, bem como deslocar em fuga d eum canto pro outro.Fora isso os crimonosos fazem compra d e oportunidade: se aparece um stinge r hj, ninguém garante que amanhã serão fornecidos misseis para o lançador ou uma outra arma qualquer.Sem contar que muitas dessas armas são d e lotoes com defeito descartados pela fábrica ou roubadas de algum depoisito de armas militares inutilizadas de forças armadas.Até dá pra usar, algumas vezes, mas bandido não é burro, sabe que o emprego como uma arma como essas abre precedentes para uma operaÇÃO de guerra e não policial.Ele só se f@de com isso.Não esqueçamos que ele ,caso troque tiros,não defende mulher, filho, não defende a vida dele..Defende apenas um ponto onde ele vende sua droga.Se ele fugir, levar algumas armas, depois vai pra um lugar qualquer e volta a fazer a mesma coisa.

Vini disse...

caramba,o treinamento do BOPE é intenso pacas mesmo,e eles usam a fn p90?dessa eu nao sabia tambem,depois que se le um artigo desses sobre o BOPE ser a melhor policia de combate urbano do mundo,da até orgulho de ser brasileiro,putz que artigo!muito bom,cara!
p.s.eles usam a fn p90!que demais!
pronto...terminei.

lancer disse...

É bem verdade que a P-90 por sua modernidade e seu aspecto incomum seja querida pelos que conhecem de armas, mas pra mim a estrela mesmo do BOPE é a HK-21,uma metralhadora usada pelas tropas de elite da Alemanha que salvou o BOPE inumeras vezes quando a tropa estava em desvantagem em relação ao inimigo, encurralada...é uma arma de guerra.Policia nenhuma usa uma arma dessas no mundo todo, só o BOPE

Vini disse...

aí,carlos,tenho uma pergunta.na segunda foto aparece dois policiais do BOPE,eu queria saber: o que eles guardam nos bolsos inferiores do colete que eles usam?
e um colete desses aguenta tiros de quais tipos de armas?
bom,é só.
até.

lancer disse...

Vini,esses bolsos fazem parte do colete tático, que fica por cima do colete balístico.Servem para carregar diversostipos de equipamentos de apoio, porém usualmente devem ser carregados ali os cartuchos das armas do combatente.

Vini disse...

valeu,lancer.

Johnny disse...

Caro Di Santis

Excelente matéria,muito completa inclusive com o histórico de operações,estão de parabéns!

Só queria fazer uma correção...
A camionete de transporte de tropas do BOPE é a nova Frontier e ainda são usadas S10,há também caminhões Mercedes 1519 6x6 e alguns REO M35...Há também respondendo ao amigo sobre o uso de armas russas o blindado leve Tiger,de origem russa em teste no BOPE.

Abraços!

Johnny disse...

Acredito que o Mi-24 poderia ser usado,mas não com todo armamento,no caso ele se valeria mais da blindagem e dos sensores disponíveis,agiria literalmente como um Caveirão voador de fato,pois a janelas são basculantes justo para poder usar o armamento individual do soldados,sem que este se exponha demais....

Abraços!

João disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João disse...

Olá,Carlos ótima matéria como sempre,só uma sugestão,você poderia fazer uma matéria sobre o Pelotão Punhal da FAB?

Gripe disse...

Parabens, otimo post.

Poderia falar um pouco sobre a PRF, policia muito bem treinada, com policiais extremamente capacitados.

Obrigado.

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Gripe. Obrigado pelo elogio e pela sugestão.
Abraços

Eduardo disse...

Olá Carlos

Muito boa matéria, aliás, se me permite eu gostaria de fazer algumas correções e acréscimos

O BOPE usa a pistola Taurus PT-24/7 de calibre .40 de uso padrão da polícia militar do RJ e também de São Paulo e não a PT-92 como foi referido no blog, o calibre .40 foi escolhido por causa do seu maior poder de parada e baixa capacidade de transfixação, ao contrário do calibre 9mm que tem muito pouco poder de parada e foi rejeitado se não me engano por quase todas as forças de segurança pública no Brasil

Além dos armamentos citados no blog, o BOPE também usa fuzis AK-47, fuzis de sniper IMBEL AGLC e M-24, e vale lembrar que a arma de uso padrão do BOPE é o PARAFAL 7,62mm

Eduardo disse...

Ah, e seria legal ver também no seu blog uma matéria sobre o COE, tropa de elite da polícia militar de SP, e uma sobre o fuzil PARAFAL 7,62mm em uso em várias forças de segurança pública e nas tropas de elite do exército brasileiro

Abraço

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Eduardo.
Obriado pelos comentários e correções. Eu publiquei um artigo específico sobre o FAL que vale para o PARAFAL. O link é: http://landcombatcb.blogspot.com/2009/04/fal-fusil-automatique-leger-o-velho.html
Abraços

natan amaral disse...

carlos não seria uma boa opção para o o bope usar a submetralhadora uzi para combates a curta distancia

natan amaral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
natan amaral disse...

carlos não seria uma boa opção para o o bope usar a submetralhadora uzi para combates a curta distancia

natan amaral disse...

carlos não seria uma boa opção para o o bope usar a submetralhadora uzi para combates a curta distancia

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Ola Natan.
A Uzi é uma boa submetralhadora, porém é de uma geração anterior a MP-5 usada por eles atualmente. A Uzi tem um mecanismo mais complexo, também.
Abraços

Rodrigo disse...

ola eu sou o Rodrigo capião do 1 batlhão de operação especial do bope e eu meu batalhão tem mais de 30 homens e eu participei da operação de invadir as favelas : Alemão,Rosario e da Rosinha

AdoroSexotbm disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AdoroSexotbm disse...

Olá meu nome é Sandro e sou de pernambuco servir Na - QM 14°BIMTZ
(14°Batalhão de Infantaria Motorizada).
Concluindo o Curso de CABO se Destacando como o Melhor (Atirador - Sniper ) do curso, e quando Precisarem de voluntários estou a disposição ok Obg pela atenção.

mais hoje pelo motivo de não ter chance de continuar Na QM pelo motivo e Ecesso não continuei na tropa, mais gostaria de combater até pq gosto muito dos treinamentos de tropas especiais.
de tipo já passei teste sobre-vivencia, progeções noturna e diurna e ETC...

Se tenho Um grande Sonho na Vida é ser Um Sniper Nacional ou estadual, não interessa de qual seja o fardamento e sim, uso essa Canção - ( Só pé preto não tremo a ninguém, Eu pulo, deito, rolo e Atiro Muito Bem ia rá rá, ia rárárárá !!!)


Fone :081-8736-1375
Facebook : sandrinho-som26@hotmail.com
Email : sandrinho-som26@hotmail.com

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Sandro.
Obrigado pela disposição e pela visita ao Blog. Qualquer coisa, eu entro em contato para solicitar ajuda.
Abr5aços